MiR PBS - Artigos
Segunda, 31 Agosto 2020 15:31

A Importância de Louvar a Deus

Texto: Salmos 145:2

INTRODUÇÃO

O homem foi criado para adorar a Deus. Quando Satanás viu a comunhão íntima que o homem desfrutava com seu Criador, cheio de inveja, quis destruir esse relacionamento. Astutamente, passou-lhe a ideia de que se comesse do fruto proibido, seria como Deus. Satanás sabia que se o homem aceitasse essa proposta, ficaria completamente separado de Deus e entraria em seu terreno, sujeitando-se ao seu domínio, já que somente o pecado separa o homem de Deus.

Quando Satanás tentou o Senhor, uma de suas propostas foi: “Tudo isto te darei, se te prostrares e me adorares”. Então Jesus lhe disse: “Retire-se, Satanás! Pois está escrito: ‘Adore o Senhor, o seu Deus, e só a ele preste culto” . (Mateus 4:10)

Podemos notar, então, que o Senhor diz ao adversário que a adoração é exclusiva de Deus e não se pode dar a nenhuma outra pessoa. Tampouco se pode adorar nenhum objeto, símbolo ou imagem. A adoração pertence única e exclusivamente a Deus e a ninguém mais.

O louvor faz parte desta adoração:

1.  Quando devemos louvar a Deus.

Nosso coração sempre deveria estar disposto a expressar gratidão e louvor ao nosso Deus, não só por nos haver salvado mas também por cada uma das bênçãos que derramou sobre nossa vida.

 “Bendirei o SENHOR o tempo todo! Os meus lábios sempre o louvarão. Minha alma se gloriará no SENHOR; ouçam os oprimidos e se alegrem” (Salmos 34:1-2). 

2.  Como devemos louvar ao Senhor.

  • Com todo o coração. “Darei graças ao SENHOR de todo o coração na reunião da congregação dos justos” (Salmos 111:1). 
  • Com inteligência. “Pois Deus é o rei de toda a terra; cantem louvores com harmonia e arte.”(Salmos 47:7). A inteligência é a criatividade e inspiração divina, com a qual podemos exaltar os atributos característicos de Deus.
  • Bendizendo Seu nome. “Enquanto eu viver te bendirei, e em teu nome levantarei as minhas mãos(Salmos 63:4). 
  • Com instrumentos musicais. “louvem-no com tamborins e danças, louvem-no com instrumentos de cordas e com flautas.”( Salmos 150:4)Devemos louvá-Lo com todo instrumento musical.

CONCLUSÃO:

O louvor é nossa fortaleza, faz calar a voz do inimigo e do vingador. O louvor produz libertação em nós e aos que estão ao nosso redor. Tudo o que existe, tudo o que respira deve louvar ao Senhor. Devemos louvá-Lo todos os dias, com nosso coração, e em todo momento, com nossa boca e com inteligência.

 

Publicado em Células
Segunda, 24 Agosto 2020 15:58

JESUS CONTINUA FAZENDO MILAGRES

Texto:  Marcos 10:27

 

INTRODUÇÃO

A Bíblia nos relata como Deus usou os milagres para que o povo acreditasse n’Ele. Primeiro utilizou a vara que Moisés tinha em suas mãos, convertendo-a em uma serpente (Ex 4:2-4). Depois, ainda com Moisés, utilizou a sua mão que, ao pedir para metê-la no seu peito, ficou leprosa e, em seguida, tornando a fazer o mesmo gesto, sua mão ficou curada, tornando-se como sua outra mão (Ex 4:6-7). Deus já tinha dito a Moises que, se o Faraó não acreditasse em suas palavras, iriam acreditar pelos milagres. Há momentos em que as palavras não são suficientes. Precisamos de um milagre e o nosso Deus é Deus de milagres!

1.    NOSSA CURA ESTÁ EM JESUS

A doença veio como consequência do pecado na vida do homem, mas a Palavra de Deus nos ensina que Jesus “verdadeiramente tomou sobre si as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre si e pelas suas pisaduras fomos sarados” (Isaías 53:4-5). Por essa razão, a enfermidade não deve controlar nem limitar nossa vida. Depois que Jesus ressuscitou dentre os mortos, disse aos seus discípulos: “e estes sinais seguirão aos que creem: em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas” (Marcos 16:17). Isto significa que, cada vez que usarmos o nome de Jesus, Ele se fará presente, respaldando Seu poderoso Nome.

2.    O NOME MAIS PODEROSO

O nome de Jesus é poderoso sobre todo nome: “pelo que também Deus o exaltou soberanamente e lhe deu o nome que está sobre todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é Senhor, para glória de Deus Pai.” (Filipenses 2:9-11).

Quando a doença ataca uma pessoa, sua mente é bombardeada com todo tipo de pensamentos negativos, pois a meta do inimigo é enfraquecer a nossa fé em Deus para que nos sintamos fracassados. A nossa fé precisa ser alimentada diariamente pela Palavra de Deus. Algumas doenças são denominadas de “incuráveis”. Mas nosso Deus é Deus de milagres e está pronto para trazer a cura a todos que buscam, em fé, ser lavados pelo Sangue do Cordeiro.


CONCLUSÃO

Devemos colocar Jesus e Sua obra redentora como o centro da nossa vida. Jesus, com Sua obra redentora na cruz já levou os nossos pecados, dores e transgressões e “pelas suas pisaduras fomos sarados” (Is 53:5). O milagre está condicionado à fé, à obediência e à Palavra de Deus. Porém, o maior milagre que o homem pode experimentar da parte de Deus, é a salvação em Cristo Jesus. Portanto, não deixe que o sacrifício D’ele por você tenha sido em vão, e o aceite hoje como seu Salvador e Senhor!

Publicado em Células
Terça, 18 Agosto 2020 10:58

O PODER DA ORAÇÃO

 

3ª SEMANA DE AGOSTO

O PODER DA ORAÇÃO

 

 

 

Texto: Tiago 5.17



Introdução:

 Vivemos um tempo em que a grande maioria dos cristãos encontra dificuldades em ter uma vida contínua de oração e comunhão com Deus, porém ao analisarmos os tópicos descritos abaixo, percebemos a necessidade de rompermos com todos os obstáculos e nos aplicarmos mais a este saudável compromisso diário.

1. Salva de situações impossíveis.

 “Havia em certa cidade um juiz que não temia a Deus, nem respeitava homem algum. 3Havia também, naquela mesma cidade, uma viúva que vinha ter com ele, dizendo: Julga a minha causa contra o meu adversário. 4Ele, por algum tempo, não a quis atender; mas, depois, disse consigo: Bem que eu não temo a Deus, nem respeito a homem algum; 5todavia, como esta viúva me importuna, julgarei a sua causa, para não suceder que, por fim, venha a molestar-me. 6Então, disse o Senhor: Considerai no que diz este juiz iníquo. 7Não fará Deus justiça aos seus escolhidos, que a ele clamam dia e noite, embora pareça demorado em defendê-los?” (Lc 18.2-7).

Observamos neste texto a necessidade da persistência na oração, pois a promessa do Senhor é a solução de todas as causas impossíveis – “Porque para Deus não haverá impossíveis em todas as suas promessas” (Lc 1.37).

2. Liberta do medo.

 “Então, na sua angústia, clamaram ao Senhor, e ele os livrou das suas tribulações. Fez cessar a tormenta, e as ondas se acalmaram” (Sl 107.28, 29).
Veja o que diz o Salmo 91.15, 16: “Ele me invocará, e eu lhe responderei; na sua angústia eu estarei com ele, livrá-lo-ei e o glorificarei. Saciá-lo-ei com longevidade e lhe mostrarei a minha salvação”.
Os dois textos acima demonstram que quando clamamos mesmo em angústia, somos respondidos pelo Pai e livres das tribulações.


4. Abre cadeias e traz liberdade aos algemados.

 “Por volta da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam louvores a Deus, e os demais companheiros de prisão escutavam. De repente, sobreveio tamanho terremoto, que sacudiu os alicerces da prisão; abriram-se todas as portas, e soltaram-se as cadeias de todos” (At 16.25).
Aquele que ora não somente usufruiu de libertação, como também traz libertação a outros que estão aprisionados.

Conclusão:

 Veja o que diz I Tessalonicenses 5.17: “Orai sem cessar”. Isto não significa orar 24 horas por dia, mas ter uma vida contínua de oração, significa orar sempre e não somente quando há alguma necessidade.

 

Publicado em Células
Segunda, 10 Agosto 2020 15:12

Socorro Seguro

Texto (Sl 46.1-3).

Introdução:

Quem conhece Deus como Pai e ajudador, não precisa ter medo de nada.


1. O nosso fiel sustentador nas necessidades.

 “Foi, pois, e fez segundo a palavra do Senhor; retirou-se e habitou junto à torrente de Querite, fronteira ao Jordão. Os corvos lhe traziam pela manhã pão e carne, como também pão e carne ao anoitecer; e bebia da torrente” (1 Rs 17.5, 6). Mesmo nas situações mais extremas, somos sustentados pelo Senhor. Elias experimentou a providência de Yahweh, Deus de Abraão.

2. O nosso médico nas enfermidades.

 “Estava ali um homem enfermo havia trinta e oito anos.  Jesus, vendo-o deitado e sabendo que estava assim há muito tempo, perguntou-lhe: Queres ser curado?  Respondeu-lhe o enfermo: Senhor, não tenho ninguém que me ponha no tanque, quando a água é agitada; pois, enquanto eu vou, desce outro antes de mim.  Então, lhe disse Jesus: Levanta-te, toma o teu leito e anda.  Imediatamente, o homem se viu curado e, tomando o leito, pôs-se a andar. E aquele dia era sábado” (João 5.5-9). Aquele homem estava doente na alma e no corpo, estava desistido, e Jesus, em seu infinito amor o restaura, dando a ele a saúde física e emocional.  Está escrito em Ex15: 26b:

“Eu sou o Senhor que te sara”.


3. O nosso refúgio em qualquer situação.

 “Mas agora, assim diz o Senhor, que te criou, ó Jacó, e que te formou, ó Israel: Não temas, porque eu te remi; chamei-te pelo teu nome, tu és meu.  Quando passares pelas águas, eu serei contigo; quando, pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti.  Porque eu sou o Senhor, teu Deus, o Santo de Israel, o teu Salvador; dei o Egito por teu resgate e a Etiópia e Sebá, por ti.  Visto que foste precioso aos meus olhos, digno de honra, e eu te amei, darei homens por ti e os povos, pela tua vida” (Is 43.1-4). Somos filhos de um Pai amoroso que passa conosco em todas as situações da vida.

Conclusão:

 Como é feliz aquele que tem o nosso Deus como o seu Pai. Veja o que diz o Salmo 46.10-11: “Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus; sou exaltado entre as nações, sou exaltado na terra. O Senhor dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio”. Aleluia!

Publicado em Células
Terça, 04 Agosto 2020 09:15

RECOMPENSAS PELA DEDICAÇÃO AO TRABALHO

Texto: Pv 6.6-8

Introdução:

O trabalho tem sido para alguns um grande desafio, porém a Palavra de Deus nos ordena que trabalhemos, e, mostra os benefícios para aqueles que são diligentes. Veja: “O que trabalha com mão remissa empobrece, mas a mão dos diligentes vem a enriquecer-se” (Pv 10.4).


1 - Jacó alcançou riquezas.

Vós mesmas sabeis que com todo empenho tenho servido a vosso pai; mas vosso pai me tem enganado e por dez vezes me mudou o salário; porém Deus não lhe permitiu que me fizesse mal nenhum. Se ele dizia: Os salpicados serão o teu salário, então, todos os rebanhos davam salpicados; e se dizia: Os listados serão o teu salário, então, os rebanhos todos davam listados. Assim, Deus tomou o gado de vosso pai e deu a mim” (Gn 31.6-9).

2 - Rute tornou-se ancestral de Jesus.

Rute, a moabita, disse a Noemi: Deixa-me ir ao campo, e apanharei espigas atrás daquele que me favorecer. Ela lhe disse: Vai, minha filha!”(Rt 2.2).
“Salmom gerou de Raabe a Boaz; este, de Rute, gerou a Obede; e Obede, a Jessé: Jessé gerou ao Rei Davi”... (Mt 1.5).

3 - Davi se tornou pastor de Israel.

Perguntou Samuel a Jessé: Acabaram-se os teus filhos? Ele respondeu: Ainda falta o mais moço, que está apascentando as ovelhas. Disse, pois, Samuel a Jessé: Manda chamá-lo, pois não nos assentaremos à mesa sem que ele venha” (1 Sm 16.11). Então, em visão falaste do teu santo e disseste: Socorri um que é esforçado; exaltei a um eleito do povo. Achei a Davi,  meu servo; com o meu santo óleo o ungi; (Sl 89;19-20)

 

Conclusão:

 Veja o que diz o Salmo 128.2: “Do trabalho de tuas mãos comerás, feliz serás, e tudo te irá bem”. Há uma recompensa para o trabalho sério, dedicado, e diligente, seja na obra de Deus, seja na busca pelo sustento de sua casa.

Publicado em Células

MiR PARAUAPEBAS

Programações

Blog do MiR PARAUAPEBAS