Pr Orimar Carneiro

Pr Orimar Carneiro

Pastor no MiR PBS

MiR Parauapebas

Texto:

“Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente nas tribulações. Portanto, não temeremos ainda que a terra se transtorne e os montes se abalem no meio dos mares; ainda que as águas tumultuem e espumejem e na sua fúria os montes se estremeçam” (Sl 46.1-3).


1. O Nosso Fiel Sustentador nas Necessidades. “Foi, pois, e fez segundo a palavra do Senhor; retirou-se e habitou junto à torrente de Querite, fronteira ao Jordão. Os corvos lhe traziam pela manhã pão e carne, como também pão e carne ao anoitecer; e bebia da torrente” (1 Rs 17.5- 6).
Mesmo nas situações mais extremas, somos sustentados pelo Senhor. Elias experimentou a providência de Yahweh, Deus de Abraão.

2. O Nosso Médico nas Enfermidades. “Estava ali um homem enfermo havia trinta e oito anos.  Jesus, vendo-o deitado e sabendo que estava assim  há muito tempo, perguntou-lhe: Queres ser curado?  Respondeu-lhe o enfermo: Senhor, não tenho ninguém que  me ponha no tanque, quando a água é agitada; pois, enquanto eu vou, desce outro antes de mim.  Então, lhe disse Jesus: Levanta-te, toma o teu leito e anda.  Imediatamente, o homem se viu curado e, tomando o leito, pôs-se a andar. E aquele dia era sábado” (João 5.5-9).
Aquele homem estava doente na alma e no corpo, estava desistido, e Jesus, em seu infinito amor o restaura, dando a ele a saúde física e emocional.  Está escrito em Ex15: 26b:

“Eu sou o Senhor que te sara”.


3. O Nosso Refúgio em Qualquer Situação. “Mas agora, assim diz o Senhor, que te criou, ó Jacó, e que te formou, ó Israel: Não temas, porque eu te remi; chamei-te pelo teu nome, tu és meu.  Quando passares pelas águas, eu serei contigo; quando, pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti.  Porque eu sou o Senhor, teu Deus, o Santo de Israel, o teu Salvador;(Is 43.1-3).

 É verdadeira a palavra de Jesus, que diz que Ele estará conosco até a consumação dos séculos, isto significa está conosco em todas as situações, sejam boas ou ruins. Ele é o seu refúgio. Creia!

Conclusão:

As promessas da Antiga aliança, como a descrita em Isaias 43, foram confirmadas por Jesus na Nova Aliança, e estas agora se estendem sobre todo àquele que crê! Este, se tornou Israelita, não de sangue, mas pela fé, e conforme diz o Apóstolo Paulo em Gálatas 3, tornou-se herdeiro das promessas feitas a Abraão. Aleluia!

Marcado sob

Texto: Juízes 6:14                                                                                                                    

INTRODUÇÃO:

A Bíblia nos ensina a respeito de homens simples, mas poderosos em Deus que alcançaram grandes vitórias para Ele, porque permitiram que o entusiasmo, que vem do Pai, fizesse parte de suas vidas. O entusiasmo é uma atitude muito importante que deve estar presente em tudo o que realizamos no nível pessoal, familiar, empresarial ou ministerial. A palavra entusiasmo vem do grego entheos. EM–dentro, THEOS –Deus, que significa “Deus dentro de si”. O Pai quer que cada um de seus filhos entenda que as grandes batalhas são ganhas facilmente quando dependemos totalmente Dele. Ao percorrer as páginas da Bíblia, podemos ver como Deus escolheu homens e mulheres que, na maioria dos casos, apresentavam a mesma
situação: a rejeição. Embora alguns deles tivessem muitos conflitos internos, ao render suas vidas ao serviço de Deus, foram usados de uma maneira extraordinária. Um deles foi Gideão. A quem o Senhor lhe delegou a difícil tarefa de libertar seu povo da opressão dos Midianitas.

1.  Sua força é o entusiasmo

“Com a força que você tem, vá libertar Israel das mãos de Midiã. Não sou eu quem o está enviando?” (Juízes 6:14). Quando Deus diz a Gideão:“vá e com a força que você tem” está se referindo ao entusiasmo, pois, ao haver rendido suas forças a Deus, Ele também lhe confia Sua força, e esse homem ficou pleno de Deus, ou com a força de Deus, operando poderosamente por meio dele.

2. Renove a mente

“Ah, Senhor”, respondeu Gideão, “como posso libertar Israel? Meu clã é o menos importante de Manassés, e eu sou o menor da minha família.” (Juízes 6:15). Embora Gideão estivesse falando com Deus, sua mente não tinha sido ainda renovada, e continuava olhando as circunstâncias, e elas, no seu parecer, eram completamente adversas; pois para ele, o fato de pertencer a uma das famílias mais pobres de Israel, não lhe dava nenhuma garantia. Além disso, somava o fato de ser o mais insignificante da família. Deus tem uma maneira muito particular de fazer as coisas, pois lhe agrada escolher pessoas que virtualmente carecem de todo tipo de força. E o Senhor assim o faz, para que no futuro não se envaideçam, pensando que foi por seu poder e força que obtiveram as vitórias, mas sempre terão que dar toda a glória a Deus.

3.  Deus está com você

“O SENHOR está com você, poderoso guerreiro” (Juízes 6:12). Deus não se esqueceu de Seu povo, apesar dos pecados que eles tinham cometido contra Ele. Razão pela qual o anjo de Deus decidiu visitar o lar de Joás, em uma das ocasiões em que Midiã prevalecia contra Israel, e eles estavam sendo oprimidos e saqueados por eles. Gideão estava protegendo o trigo, para que os Midianitas não o levassem. Embora ele se sentisse impotente para enfrentar o exército de Midiã, a visita que recebeu do anjo muda todo o aspecto das coisas; pois a luz da esperança começou a brilhar dentro de seus corações. Não é corajoso o que não teme, mas sim aquele que enfrenta seus temores e debilidades, que não retrocede perante o inimigo.

CONCLUSÃO:

Foi assim que o “fraco” Gideão libertou seu povo da opressão dos Midianitas, se enchendo de entusiasmo e crendo no seu potencial. Sempre tributando a Deus a glória das suas vitórias!

“Vai nesta tua força, varão valoroso”!

Marcado sob

Texto:   Hb 4:12

INTRODUÇÃO

A Palavra de Deus é a revelação de Deus à humanidadeEla está contida na Bíblia, que é o conjunto de todos os livros escritos por inspiração do Espírito Santo. Por isso, ela é “viva e eficaz, e mais penetrante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até a divisão da alma e do espírito e das juntas e medulas e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração”. (Hebreus 4:12). A Palavra de Deus dá vida, salva, cura, liberta e santifica aos que n’Ele creem. Ela é tão essencial para nossas vidas quanto a comida que alimenta o nosso corpo, como está escrito: “nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus” (Mateus 4:4).  Por isso, é importante entender o que é a Palavra de Deus e procurar vivê-la e conhecê-la.

1.  A BÍBLIA É UMA INSPIRAÇÃO DE DEUS

A Bíblia é a Palavra de Deus, porque foi escrita por inspiração de DeusAs pessoas que escreveram os livros da Bíblia foram inspiradas pelo Espírito Santo, que lhes revelou Sua Palavra: “Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo” (2 Pedro 1:21). Deus não apenas inspirou os autores da Bíblia. Muitas passagens são citações das palavras que o próprio Deus falou. Sendo a Bíblia a Palavra de Deus, ela nos ensina tudo que é importante para uma vida reta, de santidade e fidelidade ao Senhor: “Toda a Escritura, divinamente inspirada é proveitosa para ensinar, para repreender, para corrigir, para instruir em justiça” (2 Timóteo 3:16). Por essa razão nela aprendemos como Deus interage conosco e tem agido ao longo da história para nos transformar, libertar e nos dar a vida eterna. Foi para isso que Jesus veio ao mundo.

2.   JESUS É A PALAVRA DE DEUS

A Bíblia apresenta Jesus como sendo o Verbo, a Palavra de Deus que se fez carne.  Ele veio para habitar entre nós: “E o verbo se fez carne e habitou entre nós e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade” (João 1:14). A Palavra de Deus é viva e tem poder para nos transformar e libertar. Quando Deus fala Ele se revela a nós. Jesus foi a maior revelação de Deus, porque Ele é Deus que se apresentou em forma humana. As palavras de Jesus eram as palavras de Deus e tudo que Ele fazia era pelo poder de Deus, respaldado pelo Espírito Santo (João 14:9-11).


CONCLUSÃO

A Palavra de Deus tem duração eterna (1Pedro 1:23). Nela devemos apoiar nossas vidas. Ela é a verdade de Deus que nos afirma que se com a nossa boca confessarmos ao Senhor Jesus e em nosso coração crermos que Deus o ressuscitou dos mortos, seremos salvos (Romanos 10:9). Além disso, a palavra de Deus nos santifica, “Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade” (Jo 17:17).

Marcado sob

MiR PARAUAPEBAS

Programações

Blog do MiR PARAUAPEBAS