Pr Orimar Carneiro

Pr Orimar Carneiro

Pastor no MiR PBS

MiR Parauapebas

 
 
 

Texto: Hb 10:35-39

Introdução:
A perseverança é uma das virtudes mais importantes ara alguém que busca uma conquista espiritual. É a capacidade de crermos até o fim e insistirmos com Deus até ver nossa causa atendida.

Muitos têm perdido a benção porque não perseveraram até o fim. São reprovados em sua fé porque, quando chega o tempo de Deus enviar o milagre, já desistiram. Como o Senhor é um Deus de aliança, Ele quer ver o nível de compromisso que há no coração daqueles que o buscam, o quanto creem e desejam sua intervenção.

1. Na perseverança, ganhamos nossa alma.
Em Lucas 21:19 diz: “Fiquem firmes, pois assim serão salvos”. Quando lemos a palavra alma, muitas vezes ela se refere às emoções do ser humano. E isso é um grande desafio para nós! É vermos nossa alma dando mais importância a aparência e circunstâncias do que a vontade de Deus. Nossa alma quer se firmar na razão, enquanto o Senhor espera que vivamos pela fé. A única maneira de ganhar esse jogo contra a alma é decidirmos perseverar, não desistir, mesmo que tudo pareça estar piorando, sempre cuidando para não contaminar a nossa alma (2Co 7:1 e 1Pe 2:11).

2. Só a perseverança nos coloca na categoria dos aprovados (TG 1:12).
Muitas vezes o Senhor nos provará para ver o nível da nossa fé. Nem sempre o milagre acontece instantaneamente, assim que cremos, mas só depois de passarmos pela prova da perseverança. Então, estaremos aptos para receber, como premio, a vida que Deus promete para quem for aprovado nas provações.

3. O valor de perseverar contra as circunstâncias (Mt 15:21-28).

Neste relato Bíblico, vemos uma mulher que não era descendência judaica sendo provada em sua fé. Ela necessitava de uma intervenção de Deus e a buscou, mas a princípio só recebeu como resposta o silêncio, o desestímulo e a humilhação. Entretanto, ela não desistiu! Sua humildade, perseverança e ousadia não apenas fizeram com que Jesus classificasse sua fé como grande, mas também conquistou a libertação da filha, milagre que ela buscava.

 

Obs: orientações finais

Orar, ungindo todas as pessoas na célula, apresentando todos os pedidos, atraindo o milagre para cada um. Fazer com que cada pessoa presente na célula faça sua oração apresentando o seu pedido de milagre ao Senhor, confirmando a sua aliança de milagres.

Como sinal da aliança usaremos na 7ª semana uma roupa ou um acessório na cor Azul.

 

 

Marcado sob

Texto: Mt 18:19


Introdução: As conquistas espirituais sempre demandam uma batalha espiritual.

Existe uma luta no Reino espiritual para que possamos nos manter no propósito de Deus (Ef 6:12). Se por um lado Deus quer nos abençoar, por outro, o reino das trevas luta para nos impedir, lançando desânimo, dúvidas, e fazendo tudo para que não perseveremos ao ponto de vermos o milagre acontecer.

1. Nessa luta precisamos de armas (II Co 10:4)
Embora as nossas armas não sejam as convencionais deste mundo, mesmo assim precisamos de algum de tipo de arma para nos ajudar nessa luta. Uma grande arma que Deus nos deu é a união com outros irmãos, em torno de um mesmo propósito, buscando pelos milagres. As nossas armas são poderosas em Deus.
2. A Concordância é força.

Quando concordamos uns com os outros ficamos fortes, sendo difícil para o nosso inimigo nos vencer. Jesus disse que até o reino de satanás é unido e concorda entre si (Mt 12:22-26).

È por isso que precisamos de apoio de pessoas que tenham fé e estejam dispostas a lutar ao nosso lado por uma conquista.

A Bíblia nos ensina que, quando duas ou três pessoas concordam acerca de alguma coisa em fé e oração o Pai concede.
3. É melhor serem dois do que um (EF 4:9-12).

Não devemos andar só. Deus não nos fez para a solidão, para independência ou isolamento. Quando estamos em aliança com outros cristãos, pessoas de fé, que creem conosco, somos fortalecidos em nossa esperança e supridos em nossas necessidades. Essa é uma das maiores riquezas da aliança de milagres. Além de ter um companheiro de oração orando por você todos os dias, ainda há uma equipe de amigos na célula, onde nos reunimos para orar pela benção uns dos outros.
4. Deus tem uma família e é importante fazer parte dela (Jo 1:11-13)

Embora a maioria das pessoas diga ser filho de Deus, a Bíblia nos mostra que os filhos de Deus são aqueles que recebem Jesus, o unigênito do Pai como seu Senhor e Salvador. Quando tomamos essa decisão, somos adotados como filhos de Deus e passamos a fazer parte de uma grande família. Esse é o conceito de Igreja, família de Deus, não uma instituição, organização ou religião, mas uma família que aceitou a paternidade de Deus (Hb 12:11)

  1. Frequentar um grupo cristão não salva, mas fortalece a nossa fé (Hb 10:23-25)

Esse texto fala da importância de estimularmos uns aos outros, e de congregar, ou seja, reunirmos sempre com os outros irmãos, para não perdermos a fé. Essa é a importância da Igreja (célula). Quem salva é Jesus, mas os irmãos nos fortalecem e ensinam o caminho de Deus.

  1. A oração coletiva tem muito poder espiritual (At 12:4-17)

Quando os cristãos se reúnem para orar, coisas sobrenaturais acontecem. Nesse texto, Pedro estava preso na cadeia, mas a Igreja orava intensamente por ele numa casa e um milagre tremendo aconteceu! Sabe a primeira coisa que Pedro fez ao ser abençoado? Procurou o lugar onde a Igreja se reunia e foi dar o seu testemunho. A igreja e a célula são lugares onde os filhos de Deus se reúnem para compartilharem e pedirem, em concordância, as coisas necessárias para o bem estar comum e crescimento de todos. Precisamos desfrutar mais desta benção que Deus nos deu, que é ser Igreja em células.

Marcado sob

Texto: Mt 18:19


Introdução: As conquistas espirituais sempre demandam uma batalha espiritual.

Existe uma luta no Reino espiritual para que possamos nos manter no propósito de Deus (Ef 6:12). Se por um lado Deus quer nos abençoar, por outro, o reino das trevas luta para nos impedir, lançando desânimo, dúvidas, e fazendo tudo para que não perseveremos ao ponto de vermos o milagre acontecer.

1. Nessa luta precisamos de armas (II Co 10:4)
Embora as nossas armas não sejam as convencionais deste mundo, mesmo assim precisamos de algum de tipo de arma para nos ajudar nessa luta. Uma grande arma que Deus nos deu é a união com outros irmãos, em torno de um mesmo propósito, buscando pelos milagres. As nossas armas são poderosas em Deus.
2. A Concordância é força.

Quando concordamos uns com os outros ficamos fortes, sendo difícil para o nosso inimigo nos vencer. Jesus disse que até o reino de satanás é unido e concorda entre si (Mt 12:22-26).

È por isso que precisamos de apoio de pessoas que tenham fé e estejam dispostas a lutar ao nosso lado por uma conquista.

A Bíblia nos ensina que, quando duas ou três pessoas concordam acerca de alguma coisa em fé e oração o Pai concede.
3. É melhor serem dois do que um (EF 4:9-12).

Não devemos andar só. Deus não nos fez para a solidão, para independência ou isolamento. Quando estamos em aliança com outros cristãos, pessoas de fé, que creem conosco, somos fortalecidos em nossa esperança e supridos em nossas necessidades. Essa é uma das maiores riquezas da aliança de milagres. Além de ter um companheiro de oração orando por você todos os dias, ainda há uma equipe de amigos na célula, onde nos reunimos para orar pela benção uns dos outros.
4. Deus tem uma família e é importante fazer parte dela (Jo 1:11-13)

Embora a maioria das pessoas diga ser filho de Deus, a Bíblia nos mostra que os filhos de Deus são aqueles que recebem Jesus, o unigênito do Pai como seu Senhor e Salvador. Quando tomamos essa decisão, somos adotados como filhos de Deus e passamos a fazer parte de uma grande família. Esse é o conceito de Igreja, família de Deus, não uma instituição, organização ou religião, mas uma família que aceitou a paternidade de Deus (Hb 12:11)

  1. Frequentar um grupo cristão não salva, mas fortalece a nossa fé (Hb 10:23-25)

Esse texto fala da importância de estimularmos uns aos outros, e de congregar, ou seja, reunirmos sempre com os outros irmãos, para não perdermos a fé. Essa é a importância da Igreja (célula). Quem salva é Jesus, mas os irmãos nos fortalecem e ensinam o caminho de Deus.

  1. A oração coletiva tem muito poder espiritual (At 12:4-17)

Quando os cristãos se reúnem para orar, coisas sobrenaturais acontecem. Nesse texto, Pedro estava preso na cadeia, mas a Igreja orava intensamente por ele numa casa e um milagre tremendo aconteceu! Sabe a primeira coisa que Pedro fez ao ser abençoado? Procurou o lugar onde a Igreja se reunia e foi dar o seu testemunho. A igreja e a célula são lugares onde os filhos de Deus se reúnem para compartilharem e pedirem, em concordância, as coisas necessárias para o bem estar comum e crescimento de todos. Precisamos desfrutar mais desta benção que Deus nos deu, que é ser Igreja em células.

Marcado sob

Programações

Blog do MiR PBS