Pr Orimar Carneiro

Pr Orimar Carneiro

Pastor no MiR PBS

MiR Parauapebas

TEXTO: Gn.32:22 A luta com o anjo em Peniel

 

Quem foi Jacó ?

  • Filho de Isaac e neto de Abraão. Desde seu nascimento teve uma vida conturbada.
  • Depois de enganar a seu pai e seu irmão, teve que fugir com medo de morrer.
  • Seu nome revelava o seu caráter suplantador, enganador, mentiroso, ladrão e por um tempo levou uma vida segundo os seus próprios padrões.
  • Era obstinado e traçou o seu próprio destino. Tudo quanto semeou, colheu (enganos,

etc...)

  • Apesar de tudo, Deus amava a Jacó e tinha um plano, um propósito para sua vida, fazer

dele uma grande nação, abençoá-lo, engrandecer seu nome e torná-lo uma benção.

 

Jacó tem um ENCONTRO pessoal com Deus!

  • Deus queria transformá-lo num novo homem, bom e útil como foi seu pai e seu avô.
  • Para isso Deus precisava vencer a velha natureza de Jacó, o velho homem cheio de

frustrações e mentiras precisava morrer!

  • Os dois passam toda a noite lutando: o bem x o mal, o amor x o ódio, a paz x a guerra, a

vida x a morte.

  • Jacó não deixa o Anjo ir sem abençoá-lo...
  • Deus muda o nome de Jacó (enganador) por Israel (Príncipe de Deus) !!!

 

Conclusão:

 Deus anseia Ter um ENCONTRO pessoal contigo e transformar sua vida, seu lar, sua

família, casamento, quer te abençoar, te fazer próspero como Abraão, Isaac e Israel

foram!!!

Deus quer fazer de ti um novo homem, você precisa Ter um ENCONTRO com Deus!!!

Não com uma religião, não com doutrinas, mas, com Deus.

 

Marcado sob

Texto:  Joel 2:25-26

INTRODUÇÃO:

Restituição é a devolução daquilo que perdemos quando fomos envolvidos por alguma circunstância. A primeira vez que essa palavra aparece nas Escrituras em Gênesis capítulo 20, quando Abraão, na tentativa de preservar sua esposa, mentiu ao rei Abimeleque dizendo ser ela sua irmã e, por isso, o rei a tomou por sua mulher. Mas, ao confessar a verdade, o rei lhe devolveu a esposa e lhe agraciou com muitos outros bens (Gn 20:1-17).

1. RESTITUIÇÃO: UM ATO DE JUSTIÇA.

“Deveras orará a Deus, o qual se agradará dele, e verá a sua face com júbilo, e restituirá ao homem a sua justiça.” (Jó 33:26).

Jó foi um homem que teve razões e autoridade para falar de restituição. Muitas pessoas, ao passarem por sofrimentos, até dizem sofrerem como Jó, tal foi o nível de sofrimento que ele passou. A Bíblia diz que ele, após ser provado, aprovado, e humilhar-se diante do Senhor (Jó 42:2), Deus lhe restituiu em dobro tudo o que havia perdido (Jó 42:10).

Muitos querem ser restituídos em alguma coisa e de alguma forma, porém, quando houve falar na justiça de Deus, mudam de ideia. A justiça de Deus é assim: primeiro Ele remove a injustiça para, em seguida, plantar a Sua justiça. Por isso podemos afirmar que Deus é fiel e justo.

2. RESTITUIÇÃO: DEVOLUÇÃO DO QUE FOI PERDIDO.

A restituição é a devolução daquilo que perdemos, isto é, a reconquista do que nos pertence por direito. É diferente da restauração, que significa tornar a ser o que era antes, reconstituindo, assim, o que foi danificado. Também, assim, faz Deus com a nossa alma quando recebemos Jesus no nosso coração: Ele a restaura e a torna “Sua imagem e semelhança”. A restituição não é apenas uma declaração de fé, ela vai, além disso. É necessário estarmos em comunhão plena com Deus e Sua Palavra, então Ele nos restituirá o que foi perdido em cada área da nossa vida. Existem situações que, aos nossos olhos já não há mais esperança, mas o Senhor, pelo muito que nos ama, move o sobrenatural e opera a restituição.

3. OS CAMINHOS DA RESTITUIÇÃO.

A restituição só virá quando estivermos alinhados com a justiça de Deus. Muitos são restituídos, mas, por traz dessa restituição, um alto preço foi pago. Ninguém é restituído sem que primeiro entre em guerra, porque, assim como fomos responsáveis pela perda, também o seremos pela conquista. No Reino de Deus as conquistas acontecem mediante as guerras que Deus permite serem colocadas diante de nós. Elas são geradas no reino espiritual e o Senhor nos capacita para vencê-las.

CONCLUSÃO:

A Palavra nos ensina que, para alcançarmos a restituição, precisamos andar dentro dos princípios de Deus e da Sua justiça, a fim de que a restituição alcance a sua legitimidade. Lembre-se, quanto maior for a guerra que você enfrenta, maior será sua restituição.

 

Marcado sob

TEXTO: Mc. 10:46-52

 

Introdução:

Bartimeu, cego, mendigo, estava assentado A beira do caminho.... Jesus não passou por acaso por ali. Ele queria ter um Encontro com Bartimeu....

 

1- Qual era a condição de Bartimeu?

 Cego e mendigo! A grande maioria das pessoas estão vivendo da mesma forma: sem rumo, sem direção, sem objetivos, não sabem porque nasceram, para que vivem... Estão cegos no seu entendimento e mendigando favores e dependendo dos outros (patrão, governo, etc..)

 

2- Bartimeu clama a Jesus por socorro.

Ele reconhece sua situação e começa a clamar e gritar por misericórdia a Jesus que vinha pelo seu caminho. Muitos o censuravam ... com certeza, também lhe tentarão impedir, faça como Bartimeu clame mais alto, grite por socorro e Jesus vai te ouvir e te libertar!

 

3- Jesus mandou chamá-lo.

E pergunta-lhe, “Que queres que te faça?” (Respondeu-lhe “Que eu volte a ver” e Jesus lhe diz: “Vai a tua fé te salvou!” e ficou curado!!! Jesus hoje quer te curar, liberar de maldições, transformar tua vida !!!

JESUS quer te tocar com seu poder restaurador, tão somente creia!

Conclusão:

A palavra de Deus diz que Ele é o mesmo ontem, hoje, e será o mesmo eternamente (Hb 13:8), e portanto, Ele continua se movendo te íntima compaixão por aqueles que precisam de algum tipo de socorro, se este é seu caso, clame como Bartimeu clamou, e não se importe com o que vão pensar ou dizer, é sua vitória que está jogo.

 

Marcado sob

Programações

Blog do MiR PBS