MiR PBS - Estudos de Célula
Segunda, 29 Abril 2019 11:59

Deus nos Amou Primeiro

Texto: 1 João 4:19 

INTRODUÇÃO:

O amor é o principal atributo de Deus e é também o que mais nos atrai a Ele. Na Sua infinita sabedoria Ele nos tem como coroa da Sua criação e nos tem mostrado, com Seus atos de misericórdia, o que é o verdadeiro amor. Amar é dar-se sem querer nada em troca, “Ninguém tem maior amor do que este: de dar alguém a sua vida pelos seus amigos” (João 15:13). Foi assim que Deus demonstrou o Seu verdadeiro amor por nós: entregou o Seu Filho Unigênito para morrer em nosso lugar, “para que por ele vivamos” (1João 4:9).

1.   O AMOR QUE NOS ATRAI.

Deus nos diz, através da Sua Palavra: “Com amor eterno te amei; também com amável benignidade de atraí” (Jr 31:3). Não importa o nosso estado de vida e o quanto temos nos distanciado dEle, Ele nos ama e deseja perdoar todos os nossos pecados. Ele nos criou e se importa com cada um de nós, em particular e de maneira incondicional. Deus nos ama porque Ele é amor. Quando Ele criou o universo viu que tudo era bom, mas ao criar o homem disse que era muito bom. Ele se satisfez em nos criar e quer ter conosco um relacionamento de Pai. O Seu amor vai além da nossa compreensão (Ef 3:19). A Bíblia nos diz que Deus nos amou de tal maneira e tão acima da nossa compreensão, que nos deu o que Ele tinha de mais precioso, Jesus, Seu único filho.

2. O AMOR QUE NOS TRANSFORMA

Deus quer nossa fé, nosso amor e nossa obediência. Ele quer que confiemos n’Ele com todas as nossas forças e que não nos apoiemos no nosso próprio entendimento (Pv 3:5-6). Deus tem sempre uma ideia melhor e um plano perfeito para nossa vida. Basta que deixemos que Ele nos guie e que busquemos estar no centro da Sua vontade. Ele não busca em nós a perfeição. Ele só quer que estejamos prontos para servi-lo e que sejamos humildes para aceitar que precisamos da Sua ajuda para mudar. O mais importante é que tenhamos um coração aberto e disponível para Ele. Se nosso coração for submisso a Deus Ele trabalhará em nossa vida e mostrará o que precisa ser mudado.

3. A VOZ DE DEUS TRAZ SALVAÇÃO.

Deus está mais perto de nós do que podemos imaginar: “Perto está o Senhor de todos os que o invocam, de todos os que o invocam em verdade” (Sl 145:18). Ele trabalha ativamente em nosso favor, pois está presente em nossa vida. Ele não reside em um lugar distante pois os seus olhos estão postos sobre nós e está pronto para nos ajudar a resolver os problemas aparentemente insolúveis.

CONCLUSÃO:

É engano pensar que o amor de Deus por nós aumenta ou diminui de acordo com nosso comportamento, Não é assim. Ele não nos ama pelo que somos ou pelo que fazemos de bom, Ele nos ama porque pertencemos a Ele. Enquanto o amor do homem está fadado a falhar, esquecer ou acabar, o amor de Deus nunca falhará, sempre será um amor fiel e presente.

 Aceite hoje este amor, aceitando o seu filho Jesus como seu Senhor e Salvador, Amém!

Publicado em Células
Segunda, 15 Abril 2019 10:56

O Poder de uma Visão de Fé

Texto: Marcos 5.25-34
Textos complementares – Hb 11.3; Pv 6.2; Tg 2.17-18; Mc 6.1-6
Introdução: Hoje vamos compartilhar sobre a importância de se ter uma visão de fé. Observaremos os passos dados pela mulher hemorrágica rumo à plena libertação do seu mal.

1 – Alimentar um sonho no coração – O primeiro passo que aquela mulher deu para a realização de um milagre, foi alimentar um sonho em seu coração. A visão do coração era clara, específica. Ela se via tão somente estendendo a mão, tocando nas vestes de Jesus, e saindo daquela experiência totalmente curada. Conforme o que viu em seu coração, assim aconteceu.
Precisamos compreender a importância de se ter um sonho claro e específico no íntimo. Todas as coisas acontecem por causa de um sonho, de uma visão. O próprio universo foi criado a partir de um quadro nítido visualizado por Deus. Conforme Sua visão no reino espiritual, assim se deu no reino da matéria (Hb 11.3).

2 – Agir conforme a visão do coração – Vemos que a mulher não ficou apenas no sonho interior.
Ela partiu rumo à concretização dos seus ideais. A linguagem dos lábios estava em sintonia com o que ela cria no coração. Suas atitudes também estavam perfeitamente alinhadas com o que havia estabelecido na mente. E a soma de todas essas coisas produziu um resultado excelente: um milagre aconteceu.
Algumas vezes, ouvimos testemunhos de pessoas que tiveram sonhos de Deus no coração, mas que os perderam por causa de uma linguagem inadequada. Crer com o coração, mas confessar a derrota com os lábios é incoerência. Acreditar no íntimo, mas caminhar na direção oposta é insensatez.
A nossa linguagem e as nossas ações devem sempre estar em harmonia com o que Deus diz em Sua Palavra (Pv 6.2; Tg 2.17-18).

3 – Tocar o toque especial da fé – Quando Jesus perguntou: “quem me tocou?”, todos se admiravam devido o grande número de pessoas presentes no local que se empurravam e se tocavam em todo tempo. O mestre, porém, percebeu que aquele toque havia sido diferente daqueles que vinham das pessoas em geral, muitos se aproximavam dele por mera curiosidade. Aquele toque, no entanto, não era comum. Era especial por se tratar de um toque de fé, capaz de provocar a liberação de toda a unção de cura que ela necessitava. Jesus sentiu que dele saíra poder para restaurar alguém, e ficou satisfeito por perceber que naquele lugar havia, pelo menos, uma pessoa de fé.
Ainda hoje muitas pessoas que se aproximam de Jesus, voltam para suas casas do mesmo jeito que vieram: sem cura, sem provisão, sem a bênção. Qual o motivo? Talvez porque lhes esteja faltando o toque especial da fé, que verdadeiramente muda circunstâncias. Ou ainda porque as pessoas não têm conseguido formar uma visão clara do que querem, e por isso não conseguem receber o que não visualizaram.

Conclusão: precisamos alimentar um sonho relacionado ao que já sabemos que Deus quer fazer em nossas vidas. Devemos caminhar em linha com o que cremos no coração, não permitindo que a linguagem negativa ou as atitudes incoerentes venham roubar os projetos de Deus para nós. Necessitamos estender o braço da fé genuína, pura e fervorosa, que certamente liberará todos os recursos benditos que desejamos.

Publicado em Células
Segunda, 15 Abril 2019 10:56

O Poder de uma Visão de Fé

Texto: Marcos 5.25-34
Textos complementares – Hb 11.3; Pv 6.2; Tg 2.17-18; Mc 6.1-6
Introdução: Hoje vamos compartilhar sobre a importância de se ter uma visão de fé. Observaremos os passos dados pela mulher hemorrágica rumo à plena libertação do seu mal.

1 – Alimentar um sonho no coração – O primeiro passo que aquela mulher deu para a realização de um milagre, foi alimentar um sonho em seu coração. A visão do coração era clara, específica. Ela se via tão somente estendendo a mão, tocando nas vestes de Jesus, e saindo daquela experiência totalmente curada. Conforme o que viu em seu coração, assim aconteceu.
Precisamos compreender a importância de se ter um sonho claro e específico no íntimo. Todas as coisas acontecem por causa de um sonho, de uma visão. O próprio universo foi criado a partir de um quadro nítido visualizado por Deus. Conforme Sua visão no reino espiritual, assim se deu no reino da matéria (Hb 11.3).

2 – Agir conforme a visão do coração – Vemos que a mulher não ficou apenas no sonho interior.
Ela partiu rumo à concretização dos seus ideais. A linguagem dos lábios estava em sintonia com o que ela cria no coração. Suas atitudes também estavam perfeitamente alinhadas com o que havia estabelecido na mente. E a soma de todas essas coisas produziu um resultado excelente: um milagre aconteceu.
Algumas vezes, ouvimos testemunhos de pessoas que tiveram sonhos de Deus no coração, mas que os perderam por causa de uma linguagem inadequada. Crer com o coração, mas confessar a derrota com os lábios é incoerência. Acreditar no íntimo, mas caminhar na direção oposta é insensatez.
A nossa linguagem e as nossas ações devem sempre estar em harmonia com o que Deus diz em Sua Palavra (Pv 6.2; Tg 2.17-18).

3 – Tocar o toque especial da fé – Quando Jesus perguntou: “quem me tocou?”, todos se admiravam devido o grande número de pessoas presentes no local que se empurravam e se tocavam em todo tempo. O mestre, porém, percebeu que aquele toque havia sido diferente daqueles que vinham das pessoas em geral, muitos se aproximavam dele por mera curiosidade. Aquele toque, no entanto, não era comum. Era especial por se tratar de um toque de fé, capaz de provocar a liberação de toda a unção de cura que ela necessitava. Jesus sentiu que dele saíra poder para restaurar alguém, e ficou satisfeito por perceber que naquele lugar havia, pelo menos, uma pessoa de fé.
Ainda hoje muitas pessoas que se aproximam de Jesus, voltam para suas casas do mesmo jeito que vieram: sem cura, sem provisão, sem a bênção. Qual o motivo? Talvez porque lhes esteja faltando o toque especial da fé, que verdadeiramente muda circunstâncias. Ou ainda porque as pessoas não têm conseguido formar uma visão clara do que querem, e por isso não conseguem receber o que não visualizaram.

Conclusão: precisamos alimentar um sonho relacionado ao que já sabemos que Deus quer fazer em nossas vidas. Devemos caminhar em linha com o que cremos no coração, não permitindo que a linguagem negativa ou as atitudes incoerentes venham roubar os projetos de Deus para nós. Necessitamos estender o braço da fé genuína, pura e fervorosa, que certamente liberará todos os recursos benditos que desejamos.

Publicado em Células
Quarta, 10 Abril 2019 15:36

Prioridades da Vida

Texto: Salmo 128


Introdução: No salmo 128 o salmista destaca as áreas da vida que precisam da nossa atenção e prioridade para que possamos desfrutar as bênçãos que o Senhor tem para aqueles que o temem e buscam viver de acordo com a sua santa e soberana vontade.


 1- ANDAR NOS CAMINHOS DO SENHOR - “Bem aventurado aquele que teme ao SENHOR e anda nos seus caminhos!” (v.1).
Para termos uma vida equilibrada, precisamos em primeiro lugar: temer ao Senhor, pois não conseguiremos o equilíbrio se não dependermos d'Ele. A felicidade que procuramos será alcançada através do temor ao Senhor, pois Ele é o verdadeiro manancial de felicidade
O salmista afirma que aquele que teme ao Senhor é feliz (bem-aventurado). Mas não basta temer, respeitar e crer em Deus, mas precisamos também trilhar os Seus caminhos. Muitos tropeçam porque não querem andar nos caminhos traçados por Deus.
Decida hoje temer ao Senhor e andar em Seus caminhos procurando equilibrar a sua vida na obediência à Palavra de Deus, pois, ao priorizar isto você será verdadeiramente bem-aventurado.

 

2- TER UMA FAMÍLIA FELIZ E ABENÇOADA – “Tua esposa, no interior de tua casa, será como a videira frutífera; teus filhos, como rebentos da oliveira, à roda da tua mesa”. (v.3).
O salmista diz que aquele que teme ao Senhor e anda nos seus caminhos terá uma família feliz e abençoada. A mulher será com uma videira frutífera que produz uvas; que produz vinho; que produz alegria. A felicidade em família depende também da nossa atitude diante da vida.
Os filhos são como as plantas de oliveira que produzem o azeite, símbolo da unção, presença e comunhão do Espírito Santo de Deus. A expressão “à roda da tua mesa” fala da comunhão que deve ser priorizada por aqueles que querem experimentar a felicidade em sua vida.
Não permita que a televisão, a internet, o trabalho exagerado, etc. roubem os momentos de comunhão com a sua família, pois jamais conseguiremos transmitir para a nossa família a comunhão que temos com o Senhor se não desfrutarmos de momentos de comunhão com ela.

 

3- VIVER EM COMUNHÃO COM A IGREJA – “O SENHOR te abençoe desde Sião, para que vejas a prosperidade de Jerusalém durante os dias de tua vida” (v.5).
No Salmo, as cidades de Sião e Jerusalém representam a igreja de Jesus que é formada por famílias que formam a grande família de Deus (“Assim, já não sois estrangeiros e peregrinos, mas concidadãos dos santos, e sois da família de Deus” - Ef 2.19) e, se a nossa família for saudável, a Igreja do Senhor Jesus também será uma família saudável.
Muitos hoje estão correndo atrás das bênçãos esquecendo-se de priorizar os caminhos do Senhor e a sua família. A bênção e a prosperidade só serão alcançadas quando conseguirmos entender que a igreja é também a nossa família e deve ser também priorizada em nossa vida.
Priorize a igreja em sua vida congregando regularmente e participando das atividades e celebrações, pois a igreja foi criada por Jesus para viver em comunhão com Ele, ligada e ajustada como um corpo vivo esperando a sua iminente volta (“Não deixemos de congregar-nos, como é costume de alguns; antes, façamos admoestações e tanto mais quanto vedes que o Dia se aproxima” - Hb 10.25).
 

CONCLUSÃO: "Eis que assim será abençoado o homem que teme ao Senhor": Temendo e andando com o Senhor (v.1), investindo tempo na sua família (v.3) e equilibrando sua vida pessoal com a sua vida familiar para que a igreja reflita a pessoa do Senhor Jesus na sua vida. Amém.

 

Publicado em Células
Terça, 02 Abril 2019 08:24

DECIDIR CORRETAMENTE

Texto: Marcos 10:17-22

Introdução:

Esse texto fala sobre a história de um homem que tinha características muito peculiares, e uma delas era a curiosidade. Esse homem era também uma pessoa que sabia das últimas novidades da região. A última novidade naquela época era: Jesus está na cidade. Ele ouviu a notícia que todo ser humano precisa ouvir: Jesus está presente na sua cidade. Porém, além dele ser curioso e bem informado, era ainda uma pessoa influente.

A Bíblia diz que, quando Jesus encontrou esse homem, Ele o amou, porque viu que havia nele sinceridade. Ele foi tão sincero e tão verdadeiro, que Jesus, olhando para o íntimo de sua vida, viu a profundidade de quando ele disse: eu guardo os teus mandamentos desde a minha infância. Jesus lhe disse: vá e venda tudo o que tem e dê aos pobres. Porém, ele ficou pesaroso porque era muito muito rico. Esse texto narra as qualidades desse homem para Jesus e a resposta de Jesus para ele.

  1. Ele foi à pessoa certa

Ele não procurou nenhum dos discípulos de Jesus, ele foi direto à fonte. Essa é uma das características de alguém que tem a vida sedenta de Deus. Ele não vai a ribeiros, vai à fonte. A água dos ribeiros pode estar contaminada, mas a água da fonte é sempre límpida. Ele foi a quem poderia responder ao anseio de sua alma. Não bateu cabeça como muitas pessoas que têm as qualidades que ele tinha, mas lhes falta essa inteligência perceptiva de procurar a pessoa certa.

  1. Ficou na posição correta

Prostrou-se diante de Jesus. Esse homem possuía em seu coração o desejo de adorar a pessoa certa. Quando ele chegou diante de Jesus, foi logo adorando-O. Ele reconheceu que estava diante de Deus.

  1. Descobriu a identidade certa

Ele disse: Mestre, reconheço que Tu és bom. Ele reconheceu a identidade de Deus como sendo o Deus Todo Poderoso. Como um homem curioso, ele descobriu quem era Jesus.

  1. Fez a pergunta certa

Mestre, o que eu farei para herdar o Reino de Deus? Ele tinha fome de Deus, queria entender a essência do Reino. Esse homem mexeu com Jesus, por causa de sua afirmativa, quando disse: Jesus, Tu és bom.

Ainda hoje essa história fala aos nossos corações ao lermos que um homem ao encontrar-se com Jesus e reconhecê-lo como Deus, saiu de Sua presença com pesar por não querer abrir mão de sua vida regalada. Quantas pessoas conhecemos que, durante o processo consolidador, tem tudo para serem líderes excepcionais, mas se perdem no meio da caminhada! Quando ele disse a Jesus que guardava os mandamentos desde a sua meninice, Jesus o amou, porque o que ele disse era verdade. Porém, ele era legalista, religioso, e por causa disso possuía influência dentro de todo o contexto da comunidade judaica.

No momento em que encontrou Jesus, era a hora do seu teste. Jesus disse que ele deveria ir e vender tudo o que possuía. Jesus sabia que ele era rico e apegado às riquezas. Portanto, o deus da sua vida era Mamom e Jesus pediu exatamente que renunciasse o deus que ele tinha em particular. Nessa hora, porém, a Bíblia diz que ele saiu triste e pesaroso.

O que isso significa? É exatamente a nossa condição de querermos seguir a Jesus, sem termos que abrir mão de algumas coisas que são maiores do que Jesus em nossa vida. E só Jesus mesmo pode nos mostrar que, apesar de nosso comportamento ser aprovado diante de alguns que não têm discernimento, diante d'Ele tudo se descortina, nada fica em oculto diante de Sua presença. Diante de Jesus não há máscaras.

Conclusão: Hoje Ele está dizendo que, ainda que você tenha as características desse homem como percepção, curiosidade, riquezas, você também precisa renunciar qualquer coisa que está atrapalhando o seu relacionamento com Deus. E você, diferentemente daquele homem, não vai tomar a decisão de sair triste e pesaroso. Ao contrário, sairá na alegria do Senhor, compreendendo que essa renúncia lhe dará o direito de tomar posse da grandeza das bênçãos que Deus tem preparado para sua vida, entendendo que todos somos testados quando estamos diante de Jesus.

 

Publicado em Células

Programações

Blog do MiR PBS