MiR PBS - Estudos de Célula
Segunda, 28 Dezembro 2020 18:13

UMA VIDA DE GRATIDÃO

Texto:  I Tessalonicenses 5:18 Sl 103:1-2

INTRODUÇÃO

A gratidão é uma atitude de reconhecimento pelo que temos desfrutado na vida. A começar pela própria vida podemos enumerar muitos motivos para agradecer: nossa salvação, nossa família, nossa saúde e a dos nossos queridos, nossa casa, nossa célula, nossa igreja, nossos amigos, nosso trabalho, os “extras” que vão além das nossas necessidades supridas etc.

1.     É POSSÍVEL VIVER SEMPRE GRATO A DEUS?

Sim, destacando que viver constantemente num estado de gratidão certamente é uma dádiva do Espírito Santo, e só é possível na vida de quem vive Nele, pois o mundo nos ensina a viver na busca desenfreada por mais, gerando descontentamento por metas não alcançadas e pouca ou nenhuma gratidão pelas bênçãos recebidas de Deus. O padrão que deve ser buscado por todo discípulo de Jesus é o padrão ensinado pelo próprio Jesus, o Mestre que não tinha onde reclinar a cabeça, mas mesmo assim sempre dava graças a Deus. Isso é ser grato em qualquer situação por entender que está vivendo os propósitos de Deus. Você se lembra de uma situação difícil em sua vida que você deu graças a Deus e Deus agiu sem demora? O Senhor não ignora o nosso sofrimento, mas ordena que oremos e lancemos sobre Ele a nossa ansiedade, ao invés de murmurarmos e, só assim, poderemos crescer ao ponto de nos agradarmos de sua vontade. Enquanto pensamos naquilo que nos falta, deixamos de perceber o que Deus nos deu.

2.     JUNTO COM A GRATIDÃO DEVE ESTAR O LOUVOR.

Gratidão e louvor andam sempre juntos. Quando louvamos a Deus estamos declarando nossa gratidão e reconhecendo que o que Ele faz é sempre o melhor para nós. Paulo e Silas estavam presos com pés e mãos amarradas, mas seus corações estavam cheios de gratidão e cantavam hinos de louvor a Deus, e as demais pessoas escutavam. Isto moveu o mundo espiritual e de repente, à meia noite, houve um grande terremoto e todas as cadeias caíram e todas as portas foram abertas (Atos 16:22-26).

 CONCLUSÃO:

Se você é grato a Deus, agradeça, louve-o. Declare sua gratidão orando, cantando, vivendo de maneira agradável a Ele. A gratidão é uma arma poderosa para nossas futuras conquistas.

 

Publicado em Células
Segunda, 21 Dezembro 2020 17:27

Um Coração em Paz

Texto:  João 14:1 e 27

INTRODUÇÃO

Quem nunca passou por momentos onde percebeu que seu coração estava inquieto? Muitas pessoas vivem uma vida assim, com o coração sempre agitado, com a sensação de que algo o está apertando, ou então sentindo palpitações fortes, fora do ritmo normal. Infelizmente, esses sintomas são muito comuns no nosso dia a dia. Um coração agitado é prejudicial, pois nos leva à precipitação, nos leva a agirmos com base em nossos sentimentos, medos e ansiedade. Não é esta a vida que Deus tem para nós.

1.     VOCÊ SE CONSIDERA UMA PESSOA COM UM CORAÇÃO INQUIETO?

Quantas e quantas vezes deitamos nossa cabeça no travesseiro, mas o sono parece fugir dando lugar a pensamentos que geram ansiedade. Nossa mente divaga por passado e futuro, pensamentos de como poderia ter sido e como faremos amanhã. Existem pessoas que se habituaram a viver uma vida inquieta, nem mesmo imaginam que possa existir uma vida diferente para elas. Quando decidimos tomar conta do nosso próprio coração, este realmente pode ser o resultado. Mas podemos perceber através da Bíblia, que Deus tem interesse em nosso coração e um dos motivos é justamente porque Ele sabe que se nosso coração estiver Nele, a nossa vida pode ser muito diferente. Vemos em Provérbios 23:26a, Deus fazendo esta declaração: “Filho meu, dá- me o teu coração.” Nosso coração precisa estar no lugar mais seguro que existe: Em Deus.

2.     O QUE VOCÊ CONSIDERA NECESSÁRIO PARA TER UM CORAÇÃO EM PAZ?

Quanto engano vemos envolvido quando o assunto é ter um coração em paz. A maioria das pessoas acredita que somente terão paz em seus corações depois de conseguirem tudo o que desejam e acreditam precisar para suas vidas. Com base neste pensamento, um bom tanto de pessoas, acaba, portanto, descrentes a respeito de ter um coração em paz, visto que uma vida onde se consegue tudo o que precisa e deseja é praticamente impossível. Mas não é isso que a palavra de Deus nos ensina. Existem alguns passos que podem nos levar a ter um coração em paz.

  • – Receber o Espírito Consolador. Jesus nos fala para confiarmos Nele, pois Ele nos deixou um Consolador. O Espírito Santo, quando em nossas vidas, nos consola a respeito das dificuldades da vida, nos trazendo à mente que Jesus subiu para nos preparar um lugar para morarmos com Ele e que em breve Ele voltará nas nuvens para nos buscar. Enquanto estamos à espera de Jesus, temos a Ele como nosso amigo, como aquele que nos ajuda e nos consola. 
  • – Receber a paz de Jesus. Jesus nos fala em Sua palavra, que Ele nos deixou a Sua paz. Mas é uma paz diferente da paz que o mundo dá. É uma paz que independe de circunstancias, da ausência de problemas e dificuldades. Esta paz só pode vir de Jesus para nós. Ele já nos deixou ela. Precisamos receber esta paz para que o nosso coração seja aquietado.

 CONCLUSÃO:

Muitas situações na nossa vida podem nos levar a ter um coração agitado, turbado, mas independentemente de qualquer problema ou luta que se levante, Jesus tem para nós um coração em paz. O Espírito Santo vai nos ajudar a guardar a nossa mente e coração em Cristo Jesus. Você deseja ter um coração em paz? Então creia na palavra de Jesus!

Publicado em Células
Segunda, 14 Dezembro 2020 16:26

É HORA DE CRESCER

Texto: 1Co 13:11

INTRODUÇÃO

Paulo nos diz que “quando ele era menino, ele falava como menino, sentia como menino, raciocinava como menino, mas quando se tornou adulto, ele desistiu das coisas de menino. ” Isto significa que Paulo “CRESCEU”.

O propósito de Deus para cada um de nós é que também cresçamos e cresçamos em tudo (Efésios 4:15). Existem áreas que são fundamentais para nosso crescimento:

Espiritualidade – Mais tempo de oração, jejum, leitura e estudo da Palavra de Deus. Ef 6:18; I Tm 4:13; Ed 8:23;

Equilíbrio emocional – Alma curada e próspera – III Jo 3;

Amor à igreja de Cristo -Amar o que Jesus mais ama. Hb 10:25;

Compartilhar o Que Cristo Jesus têm feito por mim. Mc 16:15,16;

Familiar – Visão e compromisso de permanecer casados e de cuidar e encaminhar os filhos, não só profissionalmente, mas principalmente na vida espiritual. ML 2:14   ,16; Ef6:4;

COMO CRESCER?

1. ALIMENTAR-SE DA PALAVRA E REJEITAR TODA A MALDADE E TODO ENGANO.

Portanto, livrem-se de toda maldade e de todo engano, hipocrisia, inveja e toda espécie de maledicência. Como crianças recém-nascidas, desejem de coração o leite espiritual puro, para que por meio dele cresçam para a salvação, agora que provaram que o Senhor é bom. I Pe2:1-3;

2. ESTAR UNIDO AO CORPO DE CRISTO.

…a partir da qual todo o corpo, sustentado e unido por seus ligamentos e juntas, efetua o crescimento dado por Deus “Cl 2:19.

Estamos vivendo em um tempo em que as pessoas, apesar de terem crescido fisicamente, preferem continuar sendo crianças, pois desta forma podem fazer tudo o que deseja sua alma e não precisam negar a si mesmas e fazer a vontade de Deus.

CONCLUSÃO

Não desistir das coisas de criança é um caminho perigosíssimo e pode comprometer até a nossa salvação. O que você está esperando?

É TEMPO DE CRESCER! Vamos juntos como igreja andar neste caminho de maturidade e crescimento.

Publicado em Células
Segunda, 07 Dezembro 2020 16:51

Amamos a Deus de Verdade?

Texto: João 14.21

INTRODUÇÃO

O verdadeiro amor a Deus não se expressa só com palavras, mas também com atitudes. A nossa entrega a Deus, a busca constante em oração, jejum, presença nas atividades da igreja, na nossa célula, meditação na Sua Palavra, não deve ser só nos momentos de angústia, mas também nos momentos em que tudo está bem. Tudo isso Deus requer de Seus filhos e, quando assim agimos Deus se agrada de nós. Quem é que ama a Deus e quem é que não O ama? O texto que acabamos de ler nos oferece duas indicações para identificarmos quem ama a Deus: a primeira é ter os mandamentos de Deus e a segunda é guardar os Seus mandamentos. Em seguida veremos as promessas que Deus tem para aqueles que O amam.

1. O QUE SIGNIFICA TER OS MANDAMENTOS?

Ter os mandamentos não quer dizer sabê-los todos de cor ou ter uma Bíblia aberta no Salmo 91, e lê-la como um mero ritual, mas sim ler a Palavra de Deus diariamente para meditar nos seus ensinamentos (Sl 119.15,16), conhecê-los, recebê-los de Deus e crer neles, reconhecendo que são a Vontade de Deus expressa na Sua Palavra.

2. O QUE SIGNIFICA GUARDAR OS MANDAMENTOS?

Jesus diz que aquele que O ama guarda os Seus mandamentos. Mandamentos representam tudo que Deus nos ordena e ensina na Sua Palavra, e não apenas os 10 Mandamentos que estão em Êxodo 20. Amar é mais do que dizer palavras adoráveis: é um compromisso e uma conduta. Quem ama a Cristo prova o seu amor guardando o que Ele ordena na Sua Palavra. “Guardar”, nesse contexto significa obedecer, praticar o que na Palavra está escrito. E guardar os mandamentos de Deus significa ser um cumpridor da Palavra e obedecer aos seus mandamentos (Tg 1.23), ter uma vida comprometida com o que nela está escrito, meditando diariamente nos seus ensinamentos e tendo uma vida transformada continuamente.

3. PROMESSAS DE DEUS PARA OS QUE O AMAM

São três as promessas de Deus na Sua Palavra para aqueles que O amam, conforme o ensino de Jesus: “será amado de meu Pai”, “e eu o amarei” e” me manifestarei a ele”. Observamos que quem ama a Deus é amado duplamente, pois é amado, ao mesmo tempo, por Deus e por Jesus. Ser amado por Deus e por Seu Filho Jesus é o maior bem que uma pessoa pode ter. Deus expressa o Seu amor para conosco quando nos quer perto d’Ele e por essa razão elaborou o Seu plano de salvação para nós, entregando o Seu único Filho para morrer por nós, pecadores ( Rm 5.8; Jo 3.16). E Jesus nos ama tanto que obedeceu ao Pai se entregando àquela morte na cruz do Calvário, onde derramou ali o Seu sangue para nos redimir da morte eterna que significa ficar separado de Deus para sempre ( Rm 3.23). Além de sermos amados por Deus e por Jesus, quando amamos a Deus, Ele se manifesta a nós, isto é, manifesta a Sua Presença, a Sua Glória. Deus se manifesta a nós ao responder nossas orações, ao nos tocar com Seu toque de cura, ao nos ouvir e falar conosco, enfim, ao nos abençoar ( Dt 28.1-14).

CONCLUSÃO

Amar a Deus de verdade significa, portanto, ter os mandamentos de Deus que significa reconhecê-los como a Sua Vontade expressa na Palavra e guardá-los, que quer dizer, obedecer a tudo quanto nela está escrito. Quem assim agir, receberá o amor de Deus nosso Pai e de Jesus, Seu Filho, e ainda a grande bênção de Jesus se manifestar com a Sua Presença.

Publicado em Células

MiR PARAUAPEBAS

Programações

Blog do MiR PARAUAPEBAS