MiR PBS - Blog
Segunda, 25 Novembro 2019 15:34

Vazios de si Mesmos

Texto:   Mateus 5:3 

INTRODUÇÃO

Jesus ensinou aos discípulos sobre as bem-aventuranças. A primeira enunciada foi: “Bem aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus” (Mateus 5:3). Algumas versões bíblicas registram “humildes de espírito” em lugar de ‘”pobres de espírito”. Ser humilde de espírito é ser uma pessoa que se esvazia de si mesmo. A palavra esvaziar significa ‘tornar vazio, desocupar. Isso quer dizer que, para sermos cheios da Presença e da vida de Deus, precisamos desocupar nossa casa espiritual, ou seja, o nosso interior, o nosso coração, para dar lugar ao Espírito de Deus nos encher e operar nas nossas vidas. 

1. ESVAZIANDO-SE DE Si MESMO 

Somos como vasos e há vaso de todo tipo. Existem pessoas que andam cheias de si mesmas, isto é, do seu ego, da sua vontade própria, de projetos pessoais, independentes de Deus, cheias de orgulho, de vaidade, de ira, rancor, críticas, maledicências, murmuração. Estes são vistos por Deus como vasos para desonra (2Timóteo 2:20).

São os vasos cheios de rebeldia, soberba, língua violenta, mentira, adultério, engano, distantes de Deus. Ser vazio de si mesmo requer negar a si mesmo, tomando sobre seu ombro a sua cruz e seguir a Jesus Cristo sob a Sua Direção. A pessoa que verdadeiramente é vazia de si mesma não tem mais a vontade própria predominante, mas a Vontade Soberana de Deus é a prioridade absoluta em seu coração. Continua, como outra pessoa qualquer a ter sonhos, desejos e vontade, porém, como depende do Espírito Santo, submete-os ao Senhorio de Jesus Cristo: “É importante que Ele cresça e que eu diminua” (Jo 3.30) e “Já estou crucificado com Cristo e não mais eu, mas Cristo vive em mim” (Gl 2.20).

2. ENCHENDO-SE DO ESPÍRITO SANTO

Para sermos cheios do Espírito Santo é preciso nos esvaziar de nós mesmos, a fim de dar lugar para Ele operar em nossas vidas e, dessa forma, sermos dirigidos e abençoados por Ele e sermos cheio do Espírito Santo, que significa ser cheio do Amor, uma vez que Deus é Amor. E o fruto de Espírito (Gl 5.22) é o amor que se expressa através de cada atitude, de cada gesto de cada palavra daquele que está cheio do Espírito de Deus. Nós, como vasos cheios de azeite, isto é do Espírito Santo (1Sm 10.1), de misericórdia (Rm 9.23)para honra (Rm 9.21) preciosos (Lm 4:2) e escolhidos (At 9.15), precisamos nos encher diariamente do Espírito Santo e assim não deixaremos espaços para entrarem os sentimentos e os comportamentos negativos que tanto desagradam a Deus, nos afasta d’Ele e servem de mau testemunho para os que ainda não conhecem Jesus.


CONCLUSÃO

Precisamos tomar a decisão de, todos os dias, confessar os nossos pecados, cravando-os na cruz, bem como todos os aspectos negativos do nosso interior que tentam persistir em alguma área da nossa vida e, esvaziando-nos de nós mesmos, clamar a Deus: “Enche-nos, Senhor, do Teu Santo Espírito!” Amém!

Publicado em Células
Segunda, 18 Novembro 2019 14:35

O Milagre da Restituição

Texto:   Jó 42:10-11

INTRODUÇÃO

Todos que recebem o milagre da cura, não só a física como a cura da alma, a cura interior, verdadeiramente recebem um nível de restituição, pois Deus nos criou para sermos saudáveis e livres de toda ferida de alma. A primeira vez que o verbo restituir aparece na Bíblia é em Gênesis 20:7, quando Deus fala na restituição familiar. Restituição não é somente agregar bens, isso é prosperidade. Restituição vai além disso, é a devolução do que foi perdido.

1.  RESTITUIÇÃO: UM ATO DE JUSTIÇA

“Deveras orarás a Deus, o qual se agradará dele e verá a sua face com júbilo e restituirá ao homem a sua justiça” (Jó 33:26).

Jó foi um homem que mais tinha razão para falar de restituição. Tem pessoas que até tentam maximizar o seu problema dizendo que sofrem mais do que Jó sofreu. Que Deus nos livre de um sofrimento como o dele!

A Bíblia diz que Jó foi restituído por Deus, em tudo, com justiça. Muitos querem ser restituídos, mas não atentam para o fato de que uma restituição é respaldada pela justiça. A restituição de Deus vem, mas com justiça, pois Ele é justo e fiel. Primeiro, Ele remove a injustiça para depois exercer a Sua Justiça.

2.  RESTITUIÇÃO A UM HOMEM JUSTO 

“E disse o Senhor a Satanás: observaste tu o meu servo Jó? Porque ninguém há na terra semelhante a ele, homem sincero e reto, temente a Deus, e que se desvia do mal” (Jó 1:7)

Jó era um homem justo, apesar das suas dificuldades e limitações como todo ser humano, e, diante da sua fidelidade e retidão, foi restituído por Deus de uma forma “extravagante”, depois de ter perdido todos os seus bens e filhos.

Restituição é a devolução de algo que foi perdido e cuja esperança já não mais existe e, então, não se crê que ainda é possível de acontecer. Deus quer nos restituir o inimaginável, pois Ele é Deus de restituição. Existem situações em nossa vida que, na mente e no coração, sentimos que não há mais esperança para uma recuperação, mas o Senhor nos dará o escape. Ele moverá o sobrenatural em cada caso específico e nos dará plena restituição daquilo que perdemos ou que nos foi roubado. Porém, precisamos entender que a restituição só virá quando conhecermos os caminhos da justiça de Deus, pois, muitas vezes, queremos ser restituídos fazendo tudo de forma contrária ao que nos ensina a Palavra de Deus.  No Reino dos Céus as conquistas acontecem mediante as lutas que travamos e que Deus permite serem colocadas em nossa vida. Porém, Ele mesmo nos capacita para vencê-las.

CONCLUSÃO

Deus sempre nos quer ver felizes e vivendo a vida abundante que Jesus veio nos trazer. Logo, aqueles que estão sendo restituídos precisam saber que, por trás de cada restituição, existe um alto preço que foi pago por Jesus na Cruz do Calvário.

Publicado em Células
Segunda, 11 Novembro 2019 11:30

Filhos da Promessa

Texto:  Romanos 9:8; Gálatas 4:28

INTRODUÇÃO

“Não são os filhos da carne que são filhos de Deus, e sim os filhos da promessa que são contados como descendência do Senhor, os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus “(Rm 9:8; João 1:13), pois a todos quantos O receberam, deu-lhes o poder de serem feitos Filhos de Deus, a saber, aos que creem no Seu Nome” (João 1.12).

1. FILHOS GERADOS EM JESUS

O novo nascimento é um milagre que só Deus pode fazer, e Ele o faz na vida daquele que crê e confessa Jesus como seu verdadeiro e único Senhor e Salvador. Esses são os únicos filhos da promessa, que foram gerados em Cristo e nasceram não da carne, mas do Espírito, “porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas.” (Ef 2:10). Como filhos da carne, vivíamos afastados de Deus. Muitos até se esforçavam, de forma inútil e equivocada, buscando encontrar Deus em lugares em que Ele não está. Mas agora, pelo sacrifício de Jesus na Cruz, nascemos de novo, nos tornando filhos da promessa, para assim vivermos a vida abundante que Ele veio nos trazer (João 10:10). Ninguém pode se tornar um filho da promessa se não passar pela Cruz de Cristo. A Cruz foi a porta pela qual nossa vida de escravidão e maldição foi lançada no passado. Nenhum outro, só Jesus pode realizar esse milagre.

2.    DEUS NÃO TEM FILHOS PREDILETOS

Quem não é filho da promessa é influenciado pelos prazeres do mundo e não vive uma vida de paz e felicidade, pois não recebem o melhor de Deus. A vontade de Deus é que todos alcancem a salvação e cheguem ao pleno conhecimento da Verdade. Deus não tem filhos prediletos: Ele ama a todos de igual modo, pois todos custaram o mesmo preço: o sangue de Jesus. Não pense que pelo fato de você fazer boas obras e estar na igreja é que Ele vai valorizar mais a sua vida do que a vida de um ímpio ou ateu. Deus ama a todos de igual modo, pois Ele não tem prazer nem mesmo na morte do ímpio, antes deseja que se converta dos seus maus caminhos e viva. (Ez 18:23). A Bíblia diz que “Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo 3:16). Então, Deus não amou só algumas pessoas, mas todo mundo, pois por todos foi pago o mesmo preço: o precioso sangue de Jesus.

CONCLUSÃO

Se você quer receber o melhor de Deus, então, faça o sacrifício de entregar toda a sua vida para Ele e torne-se um filho da promessa. Somente pela Cruz de Cristo podemos passar da escravidão para a liberdade, da maldição para a bênção, da morte para a vida. Amém!

Publicado em Células
Segunda, 04 Novembro 2019 14:53

Eis que Bato à Porta

Texto: Apocalipse 3:20

 

INTRODUÇÃO

“Eis que eu estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei na sua casa e cearei com ele, e ele comigo.”

Ao dizer “eis que estou à porta e bato”, Jesus está nos mostrando que quer nos salvar. Ao longo da nossa vida, Ele tem chamado a nossa atenção, convidando-nos ao arrependimento. O chamado de Jesus é como uma pessoa que bate à nossa porta. Nós temos que fazer uma escolha: abrir a porta e deixar Jesus entrar ou rejeitá-lo fechando a porta do nosso coração. A Bíblia fala sobre o perigo de resistir ao chamado de Deus. Quando ouvimos a Palavra de Deus e a rejeitamos, escolhendo não crer, nosso coração fica endurecido (Hebreus 3:15). A incredulidade impede o homem de receber Jesus e alcançar a Salvação Eterna.

 

1.   O PLANO REDENTOR

Deus, o Autor da vida, em sua infinita sabedoria, criou o homem à Sua imagem e semelhança. Porém, de forma ingrata, o homem rebelou-se contra o seu Criador, violando as leis divinas. Mas Deus, que é grande em misericórdia, decidiu buscar o homem quando este estava longe da Sua Presença, dando-lhe um plano para sua Redenção. Deus estabeleceu um plano para nos salvar da perdição eterna. Plano, mediante o qual, Seu Filho, Jesus, deu a vida em lugar do pecador. “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” (João 3:16).

2.  O PLANO CONSUMADO

Diante do plano de salvação estabelecido por Deus e consumado por Jesus, na Cruz do Calvário, hoje, todas as pessoas podem ter acesso direto ao Senhor e ter a certeza da vida eterna que só se encontra em Jesus. Para isso, basta cada um crer n’Ele e aceitá-lo como seu Senhor e suficiente Salvador, tendo os seus pecados perdoados e recebendo a promessa de vida eterna. Tudo o que Deus deseja é nos amar e nos dar o melhor presente de todos os tempos, isto é, a Vida Eterna com Cristo. O que Deus tinha que fazer para que a Redenção fosse concluída, já foi feito. Agora, Ele espera que respondamos favoravelmente à Sua infinita misericórdia e ao Seu imenso amor.


CONCLUSÃO

Jesus é aquele que, todos os dias, bate à porta do nosso coração. Ele espera que nós não o desprezemos e deseja que todos, não apenas abram a porta, mas o convide para entrar e ficar em sua vida. Quando obedecemos ao chamado de Deus e cremos em Jesus, ele passa a morar dentro do nosso coração (João 14:23). Jesus faz uma promessa especial para quem abre a porta para recebê-lo: a Vida Eterna com Deus.

Publicado em Células

MiR PARAUAPEBAS

Programações

Blog do MiR PARAUAPEBAS